Quem Somos

QUEM SOMOS

O Circuito Ponto de Estofo nasceu do desejo de três psicanalistas: Tatiana Carvalho Assadi, Márcia Cristina Maesso e Heloísa Helena Aragão e Ramirez, com a finalidade de dar voz, em Mogi das Cruzes, ao pensamento de Freud e Lacan.

No início de 1998 nos encontramos inúmeras vezes para dar formato, virtualmente, a um espaço cultural de circulação do pensamento psi. Foi em 12 de junho de 1999 que, pela primeira vez, estendemos nossas atividades ao público da cidade. Iniciamos com a apresentação do filme: ‘Colcha de Retalhos’, dirigido por Jocelyn Moorhouse e estrelado por Wynona Ryder.

Esta estreia nos deu a indicação de como seria importante mantermos na cidade um espaço destinado às discussões e indagações sobre o lugar e a prática da psicanálise, que levasse em consideração o sujeito falante da pós-modernidade. Havia uma demanda dos psicanalistas que circulavam por aqui.

Assim, nos constituímos sem ter a pretensão de ser mais uma Instituição de ensino. “Este ‘espaço’ cujo propósito é de fazer circular saberes psi, pode ser considerado como ‘espaço de tempo’ onde algumas pessoas referidas ao campo psicanalítico se propõem a discutir, refletir, compreender sobre diversos temas que envolvem desde as construções que surgem dos impasses clínicos, até questões sobre as artes e o social, considerando a abrangência que as ferramentas da psicanálise permitem na abordagem do real”.

Para dar consistência a este trabalho, o Circuito Ponto de Estofo, tem recebido psicanalistas, filósofos, pedagogos, literatos, músicos, médicos psiquiatras e de outras especialidades, entre outros profissionais, que se dedicam ao debate de questões que envolvem o sujeito e sua forma de existir no mundo, sempre com o objetivo de ampliar a abrangência de nossas discussões.
Nossa (in)tensão é fazer deste dispositivo um lugar de suporte aos analistas iniciantes e um espaço aberto aos mais experientes, que desejem, pela transferência de trabalho, refletir, e interrogar sobre a psicanálise, inscrevendo seus trabalhos para exposição e debate. Convidamos também aos não analistas que se interessam pelas questões do inconsciente a participarem das nossas atividades, pois quem sabe um dia, a demanda apareça.

 

 

Membros Fundadores

Membros Colaboradores